Em Fortaleza, número de pessoas que deixam de ser inadimplentes chega a 8,6%

O perfil das dívidas dos que entram e saem do SPC são de R$ 100 a R$ 500 reais

Segundo dados divulgados pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), em doze meses (de novembro a 2016 a novembro de 2017), 8,6% dos cearenses saíram da lista de inadimplentes do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), órgão patrocinado pelas associações comerciais. O perfil das contas endividado variava entre R$ 100 a R$ 500 reais.

“Esses números representam o período do ano que estamos, onde muitos se preocupam em comprar, por isso devem estar com o credito em dia no mercado. Essas pessoas também se aproveitam do 13o salário e de outros recursos como o FGTS. Além disso, os índices de emprego e a reação econômica, certamente, contribuem para esse cenário”, avalia o consultor e contador, Marcos Sá.

Por outro lado, cerca de 4,6% dos cearenses passaram a integrar o rol de negativados, o que ainda equivale a um saldo positivo de quatro pontos percentuais. “É preciso ainda que os consumidores tenham em mente que devem gastar com o que podem, para que possam deixar de fazer parte da lista de inadimplentes”, reforça Marcos.

Brasil

Dados do indicador do SPC Brasil e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) estimam que o Brasil tenha cerca de 59,9 milhões de pessoas com alguma conta em atraso e com o CPF restrito para contratar crédito ou fazer compras parceladas. O número representa 39,5% da população com idade entre 18 e 95 anos.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *